domingo , 22 outubro 2017
Home / Destaque / Inaugurado o Centro de inovação,tecnologia e empreendedorismo da UFPR na Fafiman

Inaugurado o Centro de inovação,tecnologia e empreendedorismo da UFPR na Fafiman

Para que a inovação se consolide em seu papel de geração de novos conhecimentos para agregar melhorias sociais e econômicas, a Universidade Federal do Paraná, a Prefeitura do Município, a FAIFIMAN (Fundação Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Mandaguari), inauguraram na noite desta terça-feira (3), o Centro de Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo (CITE).

A solenidade foi realizada no anfiteatro da FAFIMAN, que abriga o CITE de Mandaguari, que tem como objetivos promover a inovação por meio da articulação e interação entre empreendedores e diversas áreas do conhecimento, visando o desenvolvimento econômico.

Utilizando seis salas da faculdade, unidade possui seis laboratórios: Tecnologia em Alimentos para Humanos, Tecnologia em Alimentos para Animais, Laboratório de Simulação e Sistemas de Produção, Laboratório de Botânica, Laboratório de Física dos Solos e Laboratório de Microbiologia. No futuro também poderão ser utilizados outros espaços da instituição, como biblioteca, por conta do grande fluxo grande de alunos e professores pela faculdade, realizando pesquisas, iniciações científicas.

A implantação do núcleo visa integrar e fomentar a cultura do empreendedorismo inovador de forma a realizar atividades no campo da ciência e tecnologia entre empresas e a universidade para desenvolver visão inovadora e empreendedora nas empresas do município e da região.

A atuação do núcleo, além do desenvolvimento das pesquisas e análises em cada um dos laboratórios, terá ainda como diretrizes a divulgação do projeto para a comunidade e empresas; realização de eventos para a divulgação dos resultados e prospecção de novos problemas da coletividade para busca de soluções, análise de propostas de pesquisas, fortalecimento de laboratórios e cursos de especialização e capacitação e desenvolvimento de atividades acadêmico científicas com alunos e professores.

Mandaguari foi escolhida graças à união de esforços dos poderes Executivo, Legislativo e da iniciativa privada, já que possui um grande número de empresas que atua nas áreas de formação dos alunos, além da possibilidade de expandir a universidade para toda a região. A cidade também tem numa localização estratégica, entre as regiões metropolitanas de Maringá e Londrina. A proximidade com Jandaia do Sul, onde está instalada a UFPR, também foi um dos fatores que pesou nessa escolha.

Segundo os dirigentes da UFPR, nos laboratórios serão desenvolvidas pesquisas científicas com empresas. Porque de um lado, existem leis que incentivam o uso de recursos de indústrias dentro das universidades; e de outro, a mão de obra, o know-how dos professores e alunos.

O campus avançado da UFPR em Jandaia do Sul possui atualmente os cursos de: Engenharia Agrícola, Engenharia de Produção e Engenharia de Alimentos; e duas licenciaturas – de Ciências Exatas e de Computação.

O evento foi prestigiado por empresários e dirigentes de cooperativas, representantes da comunidade, da administração municipal, do Legislativo, segurança pública, entre outros. Os prefeitos Walter Volpato (Sarandi), Raimundo Severiano de Almeida júnior (Bom Sucesso) e a vice-prefeita de Ana Lúcia de Oliveira (Cambira), prestigiaram a inauguração.

Fizeram parte da mês principal do evento: prefeito de Mandaguari, Romualdo Batista; vice-reitora da Universidade Federal do Paraná Professora Doutora Graciela Inês Bolzón de Muniz; vice-prefeito Ari Eduardo Stroher; presidente da Câmara Municipal, Jocelino Tavares; diretor da FAFIMAN, Professor José Natal de Oliveira; assessor executivo do prefeito, Paulo Conte; vice-diretor do campus de Jandaia do Sul da Universidade Federal do Paraná, professor doutor José Eduardo Padilha de Souza; professor Doutor Carlos Yamamoto, diretor da Agência de Inovação da Universidade Federal do Paraná; presidente da Funpar – Fundação da Universidade Federal do Paraná, professor doutor João da Silva Dias; professor Doutor Helton José Alves, diretor de Apoio aos Campi do Interior da UFPR; e o coordenador CITE Mandaguari, Professor doutor Osvaldo Guedes.

DEPOIMENTOS

“Estamos muito felizes no dia de hoje com a inauguração do CITE em nossa cidade. Para nós é uma satisfação podermos estar contribuindo com a Universidade Federal do Paraná e, ao mesmo tempo, regionalizando o ensino superior, num projeto onde ganham Mandaguari, a universidade e todos os municípios da nossa região. Todos os envolvidos direta ou indiretamente nesse processo estão de parabéns”. Romualdo Batista, prefeito de Mandaguari.

“A Universidade Federal está muito feliz por estar aqui nessa cidade, realizando a transformação através da ciência, da tecnologia, da inovação e do empreendedorismo, para se converta num grande centro de irradiação para o desenvolvimento de

Mandaguari e de todas as cidades vizinhas”. Professora Doutora Graciela Inês Bolzón de Muniz, Vice Reitora da Universidade Federal do Paraná.

“Este centro é muito representativo para Mandaguari, a importância da criação, porque a indústria não vive sem a criação no seu dia, para a sua continuidade e crescimento. Por isso, este centro vem numa hora muito importante, nesse momento que o país está passando, os empresários precisam investir em inovação e tecnologia. O centro pode contar com a parceria da Romagnole e aproveito para parabenizar os gestores municipais e a cidade de Mandaguari por esta grande conquista”. Álvaro Romagnole, empresário.

“O centro de inovação servirá como auxílio não somente para Mandaguari, mas também nossos empresários e também a toda instituição (FAFIMAN) e a nossa região, implementando cada vez mais a tecnologia, que será o grande intento da nossa da nossa população, que será o de criar novas tecnologias, implantá-las e ajudar a população se desenvolver e crescer cada vez mais a nossa região e todo o Paraná”. José Natal de Oliveira, diretor da FAFIMAN.

“É um prazer falar da criação e a inauguração do CITE aqui em Mandaguari, que é fundamental tanto para a Universidade Federal do Paraná, quanto para a cidade. Esperamos que, com a criação do centro, com vários professores trabalhando e fazendo pesquisa e um contato maior com as empresas, a acreditamos que conseguiremos fazer to um desenvolvimento tecnológico e levar o que temos de melhor da universidade – que é a tecnologia que desenvolvemos – e transferir isso para as empresas, que irá gerar inúmeros avanços, como o aumento do número de empregos, de empresas, a atração de novas empresas e o desenvolvimento da região, que é o maior objetivo desta unidade”. Professor Doutor José Eduardo Padilha de Souza, vice-diretor do campus de Jandaia do Sul da Universidade Federal do Paraná.

“Já tivemos o prazer a o privilégio de receber a visita tanto dos representantes da universidade quando do município e este centro tem tudo a ver com aquilo que estamos fazendo na cooperativa. É uma oportunidade que há muito se esperava e que vai fazer toda

diferença para a nossa região”. Vilmar Sebold, presidente da Cocari.

“Este momento é histórico para nossa cidade, por ser o primeiro centro do Estado, além de já termos percebido há algum tempo que tudo acontece através da educação. Aqui temos toda estrutura na FAFIMAN, que estava sem uso num período e que agora será aproveitado por uma instituição renomada (UFPR), o que nos enche de orgulho. Tenho certeza que é o primeiro passo – dentre outros que virão -, porque Mandaguari está numa região muito rica a próspera”. Agnaldo Esteves, presidente da Sicredi Agroempresarial PR/SP.

“Gostaríamos de parabenizar a todos que se envolveram para que se tornasse realidade este centro hoje em Mandaguari. Temos certeza de que para nós é de extrema importância estar aqui nessa cidade vivenciando este acontecimento. Com certeza será de relevância para o município e para a região e também para todas as empresas de Mandaguari”. Gilmar Gruber, gerente da unidade de Mandaguari da Aurora Alimentos.

“Mandaguari ganha hoje uma chance de ouro para ser aproveitada com a constituição destes laboratórios de pesquisa. Se nós como moradores e como empresários soubermos aproveitar o potencial que está sendo oferecido para a nossa cidade, com certeza teremos boas notícias e boas produções destes laboratórios, porque vamos aliar a prática à ciência e isso é o que pode trazer vários resultados positivos em produtos ou inovação para a nossa cidade”. Aguinaldo Campigotto, presidente da Aceman (Associação Comercial e Empresarial de Mandaguari).

“A importância da criação deste centro para o município de Mandaguari está ligado ao desenvolvimento de tecnologia para produtos para várias empresas, porque estamos numa cidade empreendedora, tanto com grande quantidade de empresas de grande, médio e pequeno porte. Este centro tem condições de auxiliar no desenvolvimento de tecnologia para melhorar ou criar novos produtos. O centro vai com certeza alavancar o crescimento da cidade e da região”. Fábio Meurer, professor da Universidade Federal do Paraná.

 

A

Veja a galeria de fotos abaixo

Veja Também

Inaugurada a UBS do centro

Foi entregue para população mais uma Unidade Básica de Saúde, a solenidade de entrega aconteceu ...