sábado , 16 dezembro 2017
Home / Destaque / Mandaguari realiza Campanha socioeducativa no Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher

Mandaguari realiza Campanha socioeducativa no Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher

Por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, o Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS) realizará a Campanha Socioeducativa alusiva ao Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher, a ação será realizada pelas técnicas do CREAS.

Essa campanha tem como iniciativa ser um instrumento para redução da aceitação da violência de gênero. Hoje a Lei Maria da Penha é uma das mais conhecidas do Brasil, colaborando para a visibilidade deste grave problema. Estudiosos na área de violência atribuem a crescente onda de denúncias a dispositivos como Lei Maria da Penha e o Disque 180. O serviço do governo federal nasceu como fonte de informação em 2005, ganhou amparo da Lei Maria da Penha, que entrou em vigor no ano seguinte, e tornou-se um disque-denúncia em 2014.

Há dois anos foi sancionada ainda a Lei 13. 104/2015 que torna crime hediondo o fato de uma mulher ser assassinada basicamente em razão de ser mulher. Nunca se falou e se fez tanto como neste tempo para que as mulheres conheçam, ampliem e façam valer seus direitos contra a violência de gênero – e, claro, ainda há muito a fazer.

Desde que nos atentemos para uma concepção crítica a respeito da violência, não podemos mais concebê-la apenas como um acontecimento qualquer produzido por indivíduos alheios ao seu contexto. A violência se constitui como um processo social e cultural (Gonzáles, 2008; Michaud, 1989; Antezana, 2012; Minayo, 2005 e 2013) e, por isso, não pode ser analisada apenas com olhos sobre o fenômeno observável diretamente se quisermos agir sobre ela. Essa forma de compreensão nos ajuda a produzir uma concepção de que a violência é produzida e reproduzida nas relações mais simples e corriqueiras de nossas vidas e tem como função a manutenção de privilégios e exercício de poder.

Por isso mobilizar é convocar vontades para atuar na busca de um propósito comum de favorecer a luta pelo combate a qualquer forma de violência contra a mulher, porque a Violência é a Violação de Direito Humano Fundamental, que na maioria das vezes constitui um dos maiores obstáculos para a realização da plena igualdade de direitos.

AÇÕES QUE SERÃO REALIZADAS

v 23/11/2017 – Apresentação da Campanha Socioeducativa alusiva ao Dia Internacional da Violência Contra a Mulher na Reunião de Estudo de Caso em Rede de Serviços Socioassistenciais do Município; (Técnica do CREAS e membro do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher – Vilmara Gouveia Pereira);

v 23/11/2017 – Palestra para o Grupo de Mulheres” Maria Bonita” do CRAS; (Equipe do CREAS);

v Entrega de 25 Banners, adesivos e cartazes da não violência contra a Mulher; (Equipe do CREAS);

LOCAIS DE ENTREGA

1- Fórum;

2- Prefeitura Municipal de Mandaguari;

3- Secretaria Municipal de Assistência Social;

4- Secretaria Municipal de Saúde;

5- Secretaria Municipal de Educação;

6- CRAS;

7- CREAS;

8- Rodoviária;

9- Delegacia de Polícia Civil;

10- Polícia Militar;

11- PAM;

12- CAPS;

13- Clinica da Mulher;

14- UBS Jardim Cristina;

15- UBS Jardim Boa Vista;

16- UBS Jardim Esplanada;

17- UBS Jardim Progresso;

18- UBS Popular II;

19- UBS Vila Vitória;

20- USAINC Cinco Conjuntos;

21- UBS Morumbi;

22- Defensoria Publica;

23- Conselho Tutelar;

24- Comunidade Social Cristã Beneficente;

25- Instituto Promocional Jesus de Nazaré;

INFORMAÇÕES

Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS): 3233-3630 e

Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS): 3233-0294.

Veja Também

Ex vereador é acusado de disparo de arma de fogo em Mandaguari

A  Polícia Militar de Mandaguari foi solicitada a comparecer  na Rua Jorge Hamessi, na Vila ...