terça-feira , 16 outubro 2018

Programa de revitalização da cafeicultura vai distribuir mais 200 mil mudas

Lançado no início de 2015, o Programa de Revitalização da Cafeicultura deu início um novo capítulo na vida dos produtores rurais de Mandaguari, fortalecendo ainda mais uma cultura que tem tudo a ver com o desenvolvimento e a própria história do município. O fortalecimento do setor também se tornou realidade graças à criação da Secretaria da Agricultura e Abastecimento.

Desde que foi lançado o programa já distribuiu 500 mil mudas e , para o início do próximo ano, está prevista a entrega de mais 200 mil. O cadastramento dos produtores que se enquadram no programa começa a ser efetuado na próxima semanada na Secretaria de Agricultura e Abastecimento, localizada no andar superior do Paço Municipal. São parceiros neste programa os agricultores, Emater-Pr, Cocari, Maplan (Planejamento e Administração Agropecuária) e Cafeeira Boa Esperança.

Mandaguari já viveu bons e maus momentos na cafeicultura, uma lavoura que sobreviveu graças ao amor e persistência de produtores que nunca desistiram da cultura. Quando foi lançado, o desafio do programa é aumentar dos então 960 hectares para 2.500 hectares nos anos seguintes.

Não se trata apenas da entrega de mudas, mas sim um programa de dinamização da cafeicultura, tendo como retorno uma Mandaguari pujante na produção de café. O município tem tradição no setor cafeeiro, mesmo depois das geadas das décadas de 70 e 80 e a mais recente (2013). Na década de 70 cerca de 160 agricultores desistiram do café, mas quem ficou manteve a cultura em pé e investiram em qualidade, que hoje é referência nacional.

Veja Também

O mandaguariense Roberto Fonseca negocia sua permanência no Londrina em 2019

Mesmo ainda faltando sete rodadas e o Londrina vivo na série B, o clube e ...