quarta-feira , 25 Abril 2018
Home / Destaque / Números da dengue em Mandaguari continuam preocupantes

Números da dengue em Mandaguari continuam preocupantes

O setor de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Mandaguari divulgou nesta terça-feira (9) os resultados do segundo Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) este ano. Três regiões da cidade apresentaram resultados preocupantes.

O maior índice, no entanto, foi registrado na região do Jardim Esplanada, com 13% de infestação. O índice geral do município é de 4%, ou seja, 3% acima do mínimo preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Aquela região compreende ainda o Jardim São Marcos, Viola Vitória, Vila Bela, Jardim Brasília, Jardim Montreal, Riacho Doce e Vila Nova. No primeiro levantamento de 2018 estes bairros apresentaram índice de 10,06%.

As áreas do Jardim Madrid I e II, Conjunto Mandaguari, Mutirão II, Jardim Nova América, Conjunto Ipacaray, Jardim Sumaré, Conjunto Tancredo Neves e Conjunto Ernesto Trolezzi, apresentaram índice de 5,05%, praticamente o mesmo do primeiro levantamento do ano, que foi de 5,03%.

Também apresentaram números que alertam a Vigilância Sanitária: Jardim Progresso I e II, Jardim Oasis, Parque Industrial I e II, Populares I e Jardim Planalto, que tiveram índice de 3,05%. As demais regiões das cidade apresentaram índices que variam de zero a 2,06%.

De acordo com o Ministério da Saúde índices acima de 4% numa cidade representam alto risco de epidemia em relação ao Aedes. No primeiro levantamento do ano o incide geral apresentado foi de 3,8%.  As medidas devidas estão sendo tomadas pela Secretaria de Saúde, através da Vigilância Sanitária que, mobilizando as equipes de atenção primária e acionando as equipes de campo para eliminar os focos, que estão nas casa em pequenos depósitos.

POPULAÇÃO

          A Secretaria de Saúde de Mandaguari reforça as orientações e os pedidos à população para eliminar todo objeto com água parada tanto em quintais quanto em residências, principalmente quando chove, mesmo que seja uma chuva rápida.

Qualquer recipiente que possa acumular água pode ser um possível criadouro do mosquito Aedes aegypti. É importante que alguns cuidados sejam tomados, como: lavar bebedouros de animais; não ter pratinhos em vasos de plantas; verificar se existem calhas entupidas; eliminar qualquer tipo de recipiente que acumule água. Até uma tampinha de garrafa pode ser um criadouro.

A Vigilância orienta também sobre a importância de quem apresentar sintomas procurar uma Unidade de Saúde para notificação e coleta de exame específico para dengue. Confira os sintomas:

  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Dor nos olhos
  • Dor no corpo
  • Manchas vermelhas no corpo que coçam
  • Enjoo
  • Falta de apetite
 
Assessoria de Imprensa - Prefeitura Municipal de Mandaguari

Veja Também

Mandaguari recebe escavadeira hidráulica para atender a zona rural

Desde a criação da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento de Mandaguari em 2013, foram ...