segunda-feira , 19 agosto 2019
Home / Destaque / Vigilância Sanitária alerta sobre os perigos do caramujo gigante

Vigilância Sanitária alerta sobre os perigos do caramujo gigante

O setor de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde do Município de Mandaguari está realizando um trabalho de coleta e eliminação de caramujo gigante africano, que está concentrado na saída para Jandaia do Sul. Ele transmite uma doença chamada Angiostrongiliase.

O nome científico do caramujo é achatina fulica. Sua concha mede entre 15 a 20 cm de altura e de 10 a 12 cm de comprimento e põe cerca de 200 ovos que atingem a idade adulta em 6 meses. Introduzido no brasil em 1.988 para servir de “escargot”, não foi bem aceito na culinária virando uma praga. Além de ser uma praga agrícola por devorar plantações o caramujo gigante pode se tornar um sério problema de saúde pública por transmitir um verme nematóide ao homem, o angiostrongylus, causador da angiostrongilíase meningoencefálica, que além de cefaleia, rigidez na nuca pode causar distúrbios visuais permanentes até a cegueira.

O QUE FAZER?

– não ingerir o molusco;

– não utilizar sua concha como artesanato, pois pode estar contaminada;

– caso encontre em seu quintal, pegue-os com uma luva ou saco plástico, coloque-os dentro de um balde com agua a bastante sal, após morrerem quebre-os e por fim enterre-os;

– coloque fogo nas luvas ou sacolinhas plásticas e lave bem as mãos com água e sabão após terminar.

Estamos fazendo a nossa parte, faça a sua! Para mais informações procure a Vigilância Sanitária de Mandaguari. Telefone: 3233-0329.

Veja Também

Jovem de Mandaguari sofre acidente e capota veículo em Cambira

O  condutor de num veículo Corsa teria perdido o controle do veículo, quando trafegava pela ...