segunda-feira , 16 setembro 2019
Home / Destaque / Mais de 600 procedimentos de Saúde deixaram de ocorrer por faltas dos pacientes

Mais de 600 procedimentos de Saúde deixaram de ocorrer por faltas dos pacientes

O prefeito Romualdo Batista, a secretária interina de Saúde, Deise Vernillo e a equipe técnica da pasta convidaram os vereadores para uma reunião nesta quinta-feira onde foram expostos detalhadamente os dados de exames, consultas e valores gastos esse ano pela Saúde. De todos os vereadores convidados apenas três compareceram: o presidente da Câmara, Hudson Guimarães, Luiz Carlos Garcia e Jocelino Tavares.

De acordo com o levantamento, de janeiro a junho deste ano foram perdidos 220 exames e 388 consultas médicas por pacientes que foram agendados, consultados, retiraram as guias e não compareceram na data marcada. Esses procedimentos perdidos poderiam ser utilizados por outros pacientes e assim reduzir a fila de espera.

 

A secretária explicou que por mais que a equipe ligue e confirme o procedimento o paciente não comparece prejudicando médicos, clínicas e principalmente quem aguarda pelo mesmo exame ou consulta. “Quando o paciente falta, todos são prejudicados. Deixar de realizar 608 procedimentos em 6 meses é deixar de fazer a fila andar. Estamos nos esforçando o máximo para oferecer atendimento à população por isso convidamos para esse reunião para prestar contas para vocês, vereadores, que são nossos fiscalizadores e muitas vezes a porta de entrada para queixas”.

FALTAS REGISTRADAS NO CISAMUSEP

 

Segundo o relatório, apenas do CISAMUSEP, no mês de janeiro 27 pessoas faltaram em exames e 42 em consultas; em fevereiro foram 65 faltosos em exames e 69 em consultas; em março deixaram de comparecer 34 pacientes para exames e 69 em consultas; em abril foram 44 pacientes faltosos em exames e 71 em consultas; em maio deixaram de ir a exames 21 pessoas e 65 em consultas e em junho 29 pacientes não foram nos exames e 72 deixaram de ser atendidos em consultas, totalizando em seis meses 220 exames perdidos e 388 consultas.

“Isso são apenas os não comparecimentos de agendamentos realizados para atendimentos de consultas e exames apenas na sede do Cisamusep. Os pacientes faltosos da rede credenciada, que são os prestadores de serviços externos, não estão nesse relatório porque eles não registram as faltas no sistema. Esse número de mais de 600 procedimentos perdidos é ainda maior”, frisa o assessor especial de Saúde, Adriano Borges, explicando que os pacientes faltosos deverão dar início a todo o processo para solicitar novamente o atendimento. “Assim fazemos a fila andar e não prejudicamos quem precisa e quer ser atendido”.

 

Dos recursos remanejados para a Secretaria de Saúde, aprovado pelos vereadores, no valor de R$ 500 mil, foram gastos com exames e consultas nos meses de maio e junho R$ 116.108,63 para a realização de 1.388 procedimentos. “Agora vamos refazer nossa lista de agendamentos e chamar novos pacientes para a realização de mais exames e consultas onde utilizaremos o restante do recurso”, explica Deise.

O presidente do Legislativo lamentou o não comparecimento dos outros vereadores e ressaltou a importância da reunião. “Hoje tiramos nossas dúvidas e constatamos a boa vontade da secretaria em atender os pacientes. Precisamos incentivar as pessoas a não faltarem em seus agendamentos e não prejudicarem os demais. Por isso, convido a equipe para ir à Câmara levar esses esclarecimentos aos demais vereadores e para a população. Reforço que o papel do vereador é fiscalizar e cobrar. Temos feito isso e vamos denunciar qualquer irregularidade principalmente na questão de agendamentos que parta da Câmara, da Prefeitura e de qualquer outro local. A fila deve ser respeitada, mesmo quando os pacientes que tem direito não comparecem nos atendimentos”, disse Guimarães.

 

Para o prefeito Batistão é inaceitável que muitas pessoas sejam prejudicadas por faltosos. “Esses números são triste e demonstram a nossa realidade. A maioria dos pacientes que falta é a mesma que reclama do atendimento. Precisamos da união dos vereadores, equipe da Saúde e dos demais para fazer a fila andar e levar o atendimento para todos”.

Estão disponíveis uma grande quantidade dos seguintes exames: Colonoscopia, Densitometria óssea, Ecocardiograma, Ecodoppler, Endoscopia de rotina, Endoscopia de urgência, Espirometria, Mapeamento de retina, Ressonância, Tomografia e Ultrassom. A preferência de atendimento é para pacientes com pedidos anteriores a 2018.

ASSESSORIA DE IMPRENSA – PREFEITURA MUNICIPAL DE MANDAGUARI

Veja Também

Lesão corporal na Vila Vitória, Tijolos teve até canivete

15/09/2019 20:30 LESÃO CORPORAL CULPOSA (CONSUMADO) Local: DOMINGOS PASCOAL NEGRO, VILA VITORIA, MANDAGUARI ASSISTIDO: M. ...