domingo , 22 setembro 2019
Home / Destaque / Cartelas de remédios vazias transformam em cadeira de rodas para quem precisa

Cartelas de remédios vazias transformam em cadeira de rodas para quem precisa

O que fazer com as cartelas vazias de remédio? Para alguns, o lixo é o único destino provável. No entanto, a Assistência a Reabilitação e Bem-estar de Convalescentes (Arbec) vende as cartelas e destina os recursos para compra de cadeiras de rodas, camas e muletas que dão significado à vida de pessoas que precisam dos equipamentos para se locomover ou ter mais conforto durante a recuperação de alguma doença.

Foi a partir dessas duas cadeiras que surgiu a Arbec. Hoje, segundo o presidente da instituição, Gilmar Ramos, são mais de 5 mil empréstimos de cadeiras de banho, cadeiras de rodas, camas hospitalares, muletas, andadores, bengalas, tipoias e outros equipamentos. No site da Arbec, o mapa mostra vários empréstimos de equipamentos em Maringá e outras cidades da região como Mandaguaçu, Marialva, Mandaguari, Paiçandu e Sarandi.

Há cerca de dois meses, a Arbec conseguia os equipamentos por meio de doações ou promoções. No entanto, com objetivo de engajar as pessoas, Gilmar Ramos e outro amigo tiveram a ideia de reunir cartelas de medicamentos e vender os materiais para conseguir mais equipamentos. “Todo mundo tem uma cartela dessa em casa. Com essa atitude, a pessoa ajuda o meio ambiente e outra pessoa que precisa de uma cadeira”, afirma.

As cartelas passam por processo de separação em Londrina. De lá, o plástico vai para Minas Gerais e o alumínio para Porto Alegre. Todo o trabalho, desde o transporte até a separação, é feito de forma voluntária. “Nós também não recebemos o dinheiro. Quando acumulamos material que corresponde ao valor de uma cadeira, nós compramos a cadeira e mandamos o boleto para a empresa pagar”, explica o presidente da Arbec.

Segundo Gilmar Ramos, 700 kg de cartelas de medicamentos são suficientes para comprar uma cadeira de rodas. Em Maringá, 182 postos (confira os locais clicando aqui) arrecadam os materiais. Até agora, de acordo com ele, a Arbec conseguiu 1.000 kg de material. Com o montante, a associação vai comprar uma cadeira de rodas que vai ser entregue durante uma cerimônia de apresentação dos resultados do projeto.

Maringá Post

 

Veja Também

Prefeito recebe chefe da Seab para trazer melhorias para estradas rurais

O prefeito Romualdo Batista e o secretário de Agricultura, Felipe Martiv,  receberam nesta quinta-feira o ...